A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou a sessão pública do 1º Ciclo da Oferta Permanente, que tem como objetivo a oferta de campos petrolíferos não arrematados anteriormente ou que estão em processo de devolução.

O evento aconteceu na tarde do dia 10 de setembro de 2019, no Hotel Windsor Guanabara, no centro do Rio. Este é o primeiro leilão da ANP no governo Bolsonaro, e outros três estão previstos para acontecer ainda este ano.

1o Ciclo da Oferta Permanente da Petrobras

Foram oferecidos 249 blocos em terra e outros 24 blocos offshore, além de 14 áreas com acumulações marginais. Na abertura do evento, o diretor-geral da ANP, Décio Oddone , disse que o número de empresas inscritas foi maior do que o esperado (47 empresas). Para Oddone, o mercado petrolífero brasileiro desperta a atenção dos investidores.

O que nós percebemos é que, hoje no Brasil, temos investidores, empreendedores, financiadores, técnicos disponíveis” disse Oddone.

O ministro de Minas e Energias, Bento Albuquerque, participou do leilão de petróleo pela primeira vez e disse estar muito orgulhoso.

Estou muito orgulhoso e muito feliz. Vejo que as coisas estão andando, e as coisas andam pelo comprometimento das pessoas”, citou.

Blocos exploratórios:
– Bacia: Parnaíba
Setor: SPN-N
– Bacia: Potiguar
Setor: SPOT-T2
– Bacia: Potiguar
Setor: SPOT-T4
– Bacia: Recôncavo
Setor: SREC-T1
– Bacia: Recôncavo
Setor: SREC-T2
– Bacia: Sergipe-Alagoas
Setor: SSEAL-T3
– Bacia: Campos
Setor: SC-AR4
– Bacia: Sergipe-Alagoas
Setor: SSEAL-AP1
– Bacia: Sergipe-Alagoas
Setor: SSEAL-AUP2

Áreas Com Acumulações Marginais:
– Bacia: Espírito Santo
Setor: SES-T4
– Bacia: Espírito Santo
Setor: SES-T6
– Bacia: Potiguar
Setor: SPOT-T4
– Bacia: Recôncavo
Setor: SREC-T4
– Bacia: Sergipe-Alagoas
Setor: SSEAL-T3

Confira na íntegra como foi o evento: Canal ANP